BioRemediação – Algas retiram excesso de arsénico da água

BioRemediação
Algas retiram excesso de arsénico da água

1 Abril 2009 – ArgenBio

A alga unicelular Cyanidioschyzon tem a capacidade de se desenvolver em ambientes extremamente tóxicos.

O hidroarsenicismo consiste na presença elevada de níveis de arsénico, elemento tóxico ao seu humano e para os animais, em concentrações superiores às toleráveis na água potável.

Segundo o investigador Tim McDermott, do Departamento de Recursos Terrestres e Ciências Ambientais da Universidade Estatal de Montana, nos EUA, esta alga tem mostrado ser capaz de modificar quimicamente o arsénico em águas vulcânicas, o que pode ser fundamental para se aplicar a sua utilização com o objectivo de desintoxicar resíduos da industria mineira sobrecarregados com esta substância e também na produção de alimentos mais seguros e para limpar águas subterrâneas.

O hidroarsenicismo pode manifestar-se de diferentes formas, como lesões na pele ou doenças oncológicas, sendo a utilização potencial desta alga muito importante para tratar as águas contaminadas.

LER MAIS

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s