AFSSA contra a proibição de milho GM MON810

Agência Francesa de Segurança Alimentar deita por terra supostos argumentos científicos
do estudo austríaco utilizado por países para proibir milho GM

6 Abril 2009 – Agrodigital

A AFSSA – Agência Francesa de Segurança Alimentar declarou em comunicado ter avaliado o estudo da Áustria que tem sido utilizado por aquele país, e por outros da União Europeia, para justificar a proibição do milho MON810.

Esse estudo austríaco declara que o milho geneticamente modificado tem efeito nocivo para a saúde de pessoas e animais e tem como base estudo experimental em roedores. A AFSSA declarou que este estudo apresentado pelo governo Asutriaco apresenta graves deficiências ao nível experimental e interpretação dos resultados incorrecta com base em cálculos incorrectos.

A Agência Francesa de Segurança Alimentar fez uma avaliação rigorosa deste estudo, que não tinha sido até agora objecto de avaliação por outro comité ou revista científica, e concluiu que este estudo não indica que o milho MON810 seja menos seguro que qualquer outro tipo de milho, não apresentando qualquer risco adicional para a saúde.

LER MAIS

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s