Primeiro ensaio clínico de células estaminais embrionárias é boa notícia?

Primeiro ensaio clínico
de células estaminais embrionárias
é boa notícia?

17 Outubro 2010 – Público.Pt

O primeiro ensaio em humanos devidamente autorizado e controlado de uma terapia que usa células estaminais embrionárias – isoladas pela primeira vez há apenas 12 anos – iniciou-se esta semana, nos Estados Unidos. E, apesar de prometer muito, pode nem ser o princípio tão desejado de uma nova era, a da medicina regenerativa. Porque pode não ser um tratamento seguro, claro, mas também por causa dos meandros da política norte-americana e da influência que tem no avanço da ciência.

Não é de esperar muito – apenas se pretende verificar se a injecção destas células num local danificado da espinal medula é um procedimento seguro, não há ambição de curar o doente. A empresa Geron teve autorização da Food and Drug Administration (FDA, a agência que controla os medicamentos e os alimentos nos EUA) de injectar numa pessoa que ficou paralisada há menos de duas semanas milhões de células precursoras de oligodendrócitos.

Os oligodendrócitos são células do sistema nervoso que produzem mielina, substância que envolve os prolongamentos dos neurónios, protegendo-os como as capas de plástico coloridas protegem os fios eléctricos. Produzem também proteínas que ajudam os neurónios a sobreviver e a funcionar, pelo que, quando se perdem – como num traumatismo da espinal medula -, a paralisia é frequente.

LER mais

Ler notícia anterior sobre o mesmo tema

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s