ESCLARECIMENTO – Estudo de Séralini que sugere toxicidade de milho transgénico não é credível

 

ESCLARECIMENTO

Estudo de Séralini que sugere toxicidade
de milho transgénico não é credível

 

PRRI e CiB Portugal

Questão: O artigo de Séralini e colaboradores Long term toxicity of a Roundup herbicide and a Roundup-tolerant genetically modified maize (publicado na revista “Food and Chemical Toxicology” em Setembro de 2012) fornece informações que levantem preocupações para a saúde relativamente ao consumo de milho geneticamente modificado?


Resposta: Não. O artigo de Séralini e colaboradores – que sugere o desenvolvimento de cancro em ratos depois destes terem sido alimentados com milho Geneticamente Modificado (GM) tolerante a herbicida – tem como base uma investigação com muitas incorrecções de fundo que invalidam as conclusões dos autores e retiram credibilidade científica ao artigo.

 

Em 28 de Novembro de 2012, a Agência Europeia de Segurança Alimentar (EFSA) publicou a sua Opinião Final sobre este artigo de Séralini, concluindo que o estudo foi “desenhado, analisado e reportado inadequadamente”. Muitas autoridades publicaram Revisões que chegam a conclusões semelhantes às divulgadas pela EFSA.

Apesar das falhas nesta investigação, Séralini e colaboradores divulgaram e publicitaram profusamente as suas conclusões não fundamentadas cientificamente, numa campanha com grupos e políticos anti-biotecnológicos, o que é um formato muito invulgar no seio da comunidade científica. Para além disso, os gruposactivistas contra experimentação animal fizeram notar que deixar esta linha particular de ratos – que desenvolvem tumores espontaneamente – viver tanto tempo com tumores de dimensões tão grandes Não é Ético.  

Numa Carta aos decisores políticos europeus, o PRRI legitima a análise e as conclusões da EFSA e de outras autoridades mencionadas anteriormente, e – conjuntamente com organizações de agricultores – mostra-se preocupada com a forma rápida como alguns decisores políticos reagiram à investigação de Séralini e a forma como alguns políticos usaram este estudo para benefício das suas próprias agendas políticas.

 

Informações adicionais sobre as questões levantadas por este estudo de Serálini podem ser consultadas no Website do PRRI (em Português, Inglês e noutras línguas).

1 comentário a “ESCLARECIMENTO – Estudo de Séralini que sugere toxicidade de milho transgénico não é credível”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s