ESCLARECIMENTO – Como evitar ser manipulado à custa dos OGM

ESCLARECIMENTO

Como evitar ser manipulado à custa dos OGM

26 Fevereiro 2013 – Comunicado do CiB Portugal

[click to read this press release in English]

Ontem a intitulada “Plataforma Transgénicos Fora” emitiu um comunicado onde diz ter analisado a presença de OGM – Organismos Geneticamente Modificados – em hipermercados portugueses. Este comunicado é um exercício de desinformação e mais uma peça de manipulação, infelizmente com eco em alguns meios de comunicação social.

É também uma forma de tentar aterrorizar os consumidores e fazer os distribuidores e vendedores questionarem-se sobre a qualidade dos produtos que fornecem aos seus clientes. Na verdade nada há a temer. Estes produtos são tão seguros e inócuos como os produzidos com plantas convencionais.

Não existe qualquer risco no consumo de óleos alimentares produzidos a partir de soja geneticamente modificada. Não só estes alimentos foram profusamente testados antes de serem utilizados para consumo, como são aprovados pela EFSA – Agência Europeia de Segurança Alimentar. Finalmente, estão há mais de 15 anos no mercado, sem que qualquer questão de saúde pública se tenha levantado resultante do seu uso como alimento.

É extraordinário que os meios de comunicação social aceitem publicitar um estudo equívoco, feito sem qualquer controlo, por um grupo completamente conotado, sem sequer procurarem outras fontes ou contraditarem o que lhes é apresentado.

Este comunicado é emitido num momento em que mais uma vez se verifica o aumento da produção mundial de variedades vegetais geneticamente modificadas (aumento de 6% em relação a 2012, 170 milhões de hectares, 17,3 milhões de agricultores), em que variedades transgénicas de arroz e feijão foram aprovadas para ser produzidas e em que em todo o mundo se verifica as vantagens ambientais do uso das variedades geneticamente modificadas. De facto esta tecnologia tem repetidamente comprovado a excelente qualidade dos seus produtos e a redução dos impactes ambientais devido à sua utilização na produção agrícola.

Os consumidores, os vendedores e os distribuidores podem ficar descansados: nada há de prejudicial nestes produtos. E há fontes fidedignas e idóneas que podem – e devem – ser consultadas que permitem confirmá-lo.

2 comentários a “ESCLARECIMENTO – Como evitar ser manipulado à custa dos OGM”

  1. Olá,
    Sou muito céptica em relação a esta afirmação: “em todo o mundo se verifica as vantagens ambientais do uso das variedades geneticamente modificadas.”. Poder-me-ão esclarecer quais são as vantagens ambientais? Eu tenho feito pesquisa sobre este assunto, e tenho encontrado exactamente o oposto. No entanto, estou aberta a, se legitimamente argumentado, abrir a possibilidade de que nem todos os cultivos de variedades geneticamente modificadas sejam prejudiciais ao ambiente, ao solo, e aos seres que destes subsistem.
    Um muito bom exemplo da danificação do ambiente em prol do cultivo de OGMS é a deflorestação de grandes partes da selva amazónica para as plantações de soja geneticamente modificada, a monocultura de milho híbrido no méxico, que irradicou com muitíssimas variedades da semente original, a Maiz, entre muitos mais exemplos…
    Quais são os exemplos positivos??

    Gostar

  2. Olá. Obrigada pelas suas questões.
    Muita da informação que está publicada na Internet não tem fundamento científico e, alguma é incorrecta, ou pior, é falsa.

    Não faltam exemplos positivos pelo mundo fora ou o aumento de área de cultivo de plantas transgénicas não cresceria cerca de 10% em média todos os anos desde 1996, como vem acontecendo – sobre estes dados pode consultar os relatórios anuais que são publicados desde 1996: http://www.isaaa.org/resources/publications/briefs/default.asp

    As culturas geneticamente modificadas – principalmente se utilizadas em conjunto com técnicas agrícolas de protecção integrada e de conservação dos solos -, trazem grandes benefícios ao nível agrícola, ambiental, económico e social. Dessa forma estas plantas são consideradas benéficas para a concretização de uma agricultura que se pretende cada vez mais sustentável.

    Exemplos de algumas vantagens de utilização de cultivo de transgénicos:
    – aumento da produtividade das culturas, porque as plantas são mais saudáveis, ganham competitividade às plantas infestantes suas competidoras, são mais eficientes na utilização do azoto dos solos, as que são resistentes à seca necessitam de consumir menos água;
    – a redução de utilização de pesticidas;
    – redução na utilização de combustíveis fósseis – principalmente porque a necessidade de utilização de insecticidas torna-se cada vez mais reduzida ;
    – redução de tempo de utilização de máquinas agrícolas e de mão-de-obra, pelos mesmos motivos;
    – maior protecção ambiental nos campos agrícolas, principalmente porque os pesticidas são menos necessários e os utilizados com estas plantas são produzidos para serem o menos prejudiciais para os ecossistemas;
    – maior protecção ambiental, pois a utilização de combustíveis fósseis é menor e essa redução implica também reduções na libertação de CO2 para atmosfera, contribuindo para a minimização das alterações climáticas;
    – o consumo de água das plantas pode ser menor nas plantas resistentes à seca;
    – aumento de biodiversidade nos campos agrícolas, porque são necessários menos pesticidas, e no caso de serem utilizadas as plantas transgénicas com as técnicas de protecção integrada e de conservação dos solos, existem condições para a manutenção e aumento de espécies e suas populações;
    – maior protecção para a saúde dos próprios agricultores que ficam menos expostos ao manuseamento dos pesticidas;
    – Em consequência dos pontos anteriores existe maior rentabilidade e qualidade de vida para os agricultores – desde há vários anos que mais de 90% dos agricultores que utilizam culturas transgénicas localizam-se em países considerados em desenvolvimento;
    – maior qualidade dos produtos, porque as plantas são mais saudáveis – um exemplo muito importante é a redução de presença de fungos e toxinas que esses fungos produzem – os fungos instalam-se devido às feridas provocadas pelo ataque de insectos-praga;
    – em consequência do ponto anterior uma maior segurança alimentar dos consumidores (animais e humanos), porque a qualidade dos produtos é maior.

    Para além das variedades de culturas transgénicas com estes benefícios, existem ainda as variedades que trazemvantagens nutricionais. Um dos exemplos mais importantes é o arroz dourado, desenvolvido com o propósito de combater a cegueira nos paises em desenvolvimento, cujo cultivo ainda não é feito, mas que se prevê para ainda para este ano ou para 2014. Recomendamos que consulte o Instituto Internacional de Investigação do Arroz (IRRI), nas Filipinas, para ter informações sobre este assunto: http://irri.org/index.php?option=com_k2&view=item&id=12438:the-state-of-play-genetically-modified-rice&lang=en

    Sobre as questões especificas relativas à floresta amazónica sugerimos que contacte o CiB Brasil e consulte o portal dessa instituição: http://cib.org.br.
    Entre muitas informações, noticias, etc, o portal inclui guias educativos sobre estes temas: http://cib.org.br/biotec-de-a-a-z/publicacoes

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s