Transgénicos: “Autorizem o Arroz Dourado Agora!” reclama antigo líder da Greenpeace

GoldenRicePetition

Comunicado

Transgénicos

“Autorizem o Arroz Dourado Agora!”
reclama antigo líder da Greenpeace

3 Outubro 2013

Um dos fundadores da Greenpeace Patrick Moore está a organizar a campanha internacional “Allow Golden Rice Now!” – www.allowgoldenricenow.org – para lutar contra um crime perpetuado pela própria Greenpeace. Aquela organização ambientalista mantém há muitos anos a sua posição anti arroz-dourado com consequências devastadoras para milhões de crianças em todo o mundo em desenvolvimento.
A campanha “Autorizem o arroz dourado Agora!” defende a produção daquele arroz transgénico e foi ontem lançada com Patrick Moore a liderar uma manifestação em frente aos escritórios da Greenpeace divulgando a mensagem: “Crime Contra a Humanidade da Greenpeace – Oito milhões de crianças mortas”.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que, todos os anos, mais de 500 mil crianças ficam cegas devido à falta de pró-vitamina A. Metade dessas crianças morre um ano depois de ficarem cegas. Das 3 mil milhões de pessoas que depende do arroz como alimento principal na sua dieta alimentar, cerca de 250 milhões de crianças têm falta de pró-vitamina A.

O objectivo desta campanha é convencer a Greenpeace de que tem de abrir uma excepção para a sua posição de tolerância zero aos OrganismosGeneticamente Modificados (OGM) no caso do arroz dourado, porque esta é uma causa humanitária.

O arroz convencional não tem beta-caroteno, o nutriente que os seres humanos necessitam para produzir vitamina A. Em 1999, Ingo Potrykus e Peter Beyer, investigadores que estavam cientes desta crise humanitária, inventaram o Arroz Dourado depois de nove anos de esforços. Através da inserção de genes do milho no arroz foram capazes de fazer com que as plantas do arroz produzissem beta-caroteno nas bagas do arroz. É o beta-caroteno que dá a cor dourada ao milho e a cor laranja às cenouras. O Arroz Dourado tem a capacidade de acabar com a cegueira, o sofrimento e a morte causada por falta de pró-vitamina A.

Ao longo dos últimos anos foi comprovado que o Arroz Dourado pode ser produzido com sucesso e segurança. Os ensaios clínicos de nutrição – com animais, seres humanos adultos e crianças com deficiência em pró-vitamina – provaram que o Arroz Dourado pode facilitar a produção de vitamina A e acabar com este problema devastador.

Mesmo assim, a Greenpeace continua a apoiar a destruição violenta dos campos de ensaio e a fingir que não existem estudos científicos de revisão por pares que provam que o Arroz Dourado é eficiente e seguro.

Recentemente cerca de 6000 mil cientistas de todo o mundo assinaram uma petição mostrando a sua indignação contra a destruição de campos de ensaio nas Filipinas que ocorreram recentemente – http://chn.ge/1bpsp7f

A campanha “Autorizem o arroz dourado!” exige que a Greenpeace pare de apoiar estas actividades, que pare de financiar projectos anti-Arroz-Dourado e declare que não se opõem ao Arroz Dourado.
Patrick Moore acredita que as acções continuadas para bloquear o Arroz Dourado constituem um crime contra a humanidade, tal como definido pelas Nações Unidas.

O Instituto Internacional de Investigação do Arroz (IRRI), nas Filipinas, está a coordenar a investigação e o desenvolvimento em Arroz Dourado. O IRRI é apoiado pela The Rockefeller Foundation, The Bill and Melinda Gates Foundation, Helen Keller International, USAID e muitas instituições de investigação agrária em todo o mundo. O Arroz Dourado é controlado por organizações sem fins lucrativos e os agricultores não dependem de nenhum fornecedor em particular.

A Campanha “Allow Golden Rice Now!” irá protestar nos escritórios da Greenpeace em todo o mundo, declarou Moore. “Oito milhões de crianças morreram desnecessariamente desde que o Arroz Dourado foi inventado. Quantos mais milhões pode a Greenpeace carregar na sua própria consciência?”.

MAIS INFORMAÇÕES

– Campanha “Allow Golden Rice Now!
• Página para os Media e Fotogragrafias
• Artigo de Patrick Moore – “Has Greenpeace lost its moral compass?

Petição de cientistas contra destruição de campos de ensaio

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s