Estudo |Consumidores pagariam mais por alimentos mais nutritivos produzidos através de edição de genomas  

food dan-gold-4_jhDO54BYg-unsplash (1)
Créditos da imagem: Dan Gold

Um estudo recente que envolveu 3100 pessoas em vários países europeus revela que nove em cada dez estão dispostas a gastar mais dinheiro em produtos alimentares mais nutritivos, produzidos através de novas técnicas de melhoramento.

Solicitado pela Corteva Agriscience e realizado pela empresa Longitude do Grupo Financial Times, o estudo “Sistemas alimentares sustentáveis na Europa” garante que os consumidores e agricultores de vários países europeus priorizam a sustentabilidade, estando abertos à aplicação de tecnologias inovadoras na produção de alimentos com mais valias nutritivas.

Para esta investigação foram inquiridos 2500 consumidores e 600 agricultores em França, Alemanha, Itália, Holanda, Polónia, Roménia, Reino Unido e Ucrânia. No caso dos produtores, mais de dois terços pretendem usar nos próximos cinco anos variedades derivadas de novas técnicas de melhoramento, nomeadamente o CRISPR-Cas, uma das tecnologias de edição genética mais utilizadas; quanto aos consumidores, mais de metade diz estar disposto a aceitar comprar alimentos produzidos com essas tecnologias.

Leia o estudo completo aqui.

Siga o CiB no Twitter, no Facebook e no LinkedIn. No CiB, comunicamos biotecnologia.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s