COVID-19 |Cientistas estão a desenvolver teste de diagnóstico de baixo custo com tecnologia CRISPR

COVID
Créditos da imagem: Getty Images

Investigadores do Departamento de Engenharia Biomédica da Universidade de Connecticut, nos EUA, estão a usar uma ferramenta de edição do genoma – o CRISPR – no desenvolvimento de um novo teste de diagnóstico simples e de baixo custo para detetar doenças infeciosas, incluindo o novo corona vírus SARS-CoV-2, o agente causador da COVID-19.  

O investigador e Professor Associado da Universidade de Connecticut, Changchun Liu, desenvolveu o método “CRISPR-Cas12a duplo tudo-em-um” (AIOD-CRISPR) para permitir testes simples e deteção visual rápida e ultrassensível dos vírus SARS-CoV-2 e HIV, destinados a uso doméstico ou em pequenas clínicas. “O recente surto de novos coronavírus espalhou-se rapidamente por todo o mundo”, pelo que “a deteção rápida e precoce do vírus SARS-CoV-2 facilitará uma intervenção atempada e reduzirá o risco de transmissão de doenças. O nosso método tem um grande potencial para desenvolver a próxima geração de diagnóstico molecular nos pontos de atendimento”.

Embora o método da reação em cadeia da polimerase (PCR) seja atualmente considerado o “padrão de ouro” para o diagnóstico de doenças, apresenta um senão: depende de equipamentos caros e de pessoal bem treinado. Mas o método de Changchun Liu, ao contrário do PCR, é isotérmico (~ 37 ° C) e, também ao contrário de outras tecnologias de amplificação isotérmica, possui melhor sensibilidade e especificidade.

No trabalho de laboratório, o sistema AIOD-CRISPR detetou com sucesso o DNA e o RNA do SARS-CoV-2 e do HIV. Além disso, o método foi avaliado pela deteção do RNA do HIV-1 extraído de amostras de plasma humano, tendo alcançado resultados comparáveis ​​ao método de PCR.

A UConn entrou recentemente com um pedido de patente sobre esta tecnologia.

De salientar que esta não é a primeira vez que Changchun Liu responde a um surto com tecnologia inovadora de diagnóstico. Em 2015-2016, durante o surto do vírus Zika, o laboratório deste investigador na Universidade da Pensilvânia desenvolveu uma plataforma de diagnóstico molecular para a deteção do Zika, para ser usada em pontos de atendimento livres, sem necessidade de assistência médica.

Para mais informações sobre o teste de diagnóstico para deteção do novo coronavírus, com tecnologia CRISPR, leia o manuscrito, disponível na BioRxiv preprint platform.

Siga o CiB no Twitter, no Instagram, no Facebook e no LinkedIn. No CiB, comunicamos biotecnologia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s