Resultados do Concurso – AGROBIOTECNOLOGIA e BIODIVERSIDADE

Resultados do Concurso

– AGROBIOTECNOLOGIA
e BIODIVERSIDADE –

31 Maio de 2011

O CiB – Centro de Informação de Biotecnologia informa todos os interessados que, após rigorosa avaliação dos 14 trabalhos participantes no Concurso – AGROBIOTECNOLOGIA e BIODIVERSIDADE, o júri tomou hoje, 31 de Maio de 2011, uma decisão final.

Foi decidido por unanimidade dos membros do júri atribuir os seguintes prémios:

1º Prémio

– Trabalho da Escola Secundária Infanta D. Maria, Coimbra, da autoria dos alunos Bernardo Reis Prata, Diogo Monteiro Canhoto, Ricardo Ribeiro Guerra e Rui Encarnação Diogo sob a orientação da professora Ana Teles Furtado de Campos.

2º Prémio

– Trabalho da Escola Secundária com 3º Ciclo de José Estevão, Aveiro, da autoria dos alunos Ana Isabel Lopes Nascimento, João Soares de Moura e Viviane Reis Runa, sob orientação da professora Ana Flora Martins Esteves.

Menção Honrosa

– Trabalho da Escola Básica e Secundária Vieira de Araújo, Vieira do Minho, Braga, da autoria do aluno João Sousa Machado, sob a orientação da professora Cristina Sá Pinto.

Os membros do júri seleccionaram os trabalhos vencedores tendo em consideração e dando igual importância aos seguintes aspectos: qualidade científica, capacidade demonstrada na integração de conhecimentos provenientes de diferentes fontes, capacidade de reflexão sobre o tema, facilidade de leitura / viosionamento, criatividade, estrutura e organização dos trabalhos e genuinidade dos mesmos.

Agradecemos a todos os participantes ao concurso e aos seus orientadores.

Muitos parabéns aos alunos e professores premiados!

O júri do concurso foi composto por três elementos:

– Pedro Fevereiro (investigador especialista em biotecnologia de células vegetais e presidente da direcção do CiB)

– Sofia Duque (investigadora especialista em biotecnologia de células vegetais com experiência como professora de biologia do ensino básico e secundário)

– Rita Caré (especialista em comunicação e educação em ciência)

Segundo o ponto 10.4. do regulamento estipulado, das decisões do júri não haverá recurso.

Pedro Fevereiro
(Presidente da Direcção do CiB)

Comunicar Agrobiotecnologia: “saber fazê-lo da melhor forma é fundamental”


Comunicar Agrobiotecnologia:
“saber fazê-lo da melhor forma é fundamental”

20 Abril 2011 – CiB Portugal

O CiB – Centro de Informação de Biotecnologia organizou, em Oeiras, o workshop – Falar com os Media – Comunicar Agrobiotecnologia – com Sofia Frazoa, jornalista e formadora em comunicação. Participaram seis investigadores de biotecnologia de plantas, uma comunicadora de ciência, uma agricultora e oito profissionais das áreas de alimentação, comercialização de fitofármacos e comercialização de sementes biotecnológicas.

Segundo Pedro Fevereiro, presidente do CiB, a área da Agrobiotecnologia inclui temas complexos e controversos com grande relevância para o público, principalmente no contexto alimentar e ambiental. A comunicação desses temas aos media é uma realidade cada vez mais próxima dos investigadores portugueses e de outros profissionais com responsabilidade no esclarecimento dos cidadãos. Portanto, saber fazê-lo da melhor forma é fundamental para todos os participantes.

Gabriela Cruz, agricultora e dirigente da Aposolo – Associação Portuguesa de Mobilização de Conservação do Solo – considera que este curso foi importante para melhorar a sua forma de comunicar em entrevistas e sessões de esclarecimento em que participa. Gabriela Cruz disse ainda que “foi importante para diminuir o meu nível de stress quando sou entrevistada ou quando tenho que fazer comunicações/apresentações”.

“Nem sempre é fácil enfrentar uma plateia ou uma entrevista com um jornalista que espera de mim uma mensagem clara e simples que traduza a complexidade do meu trabalho de investigação e os seus objectivos”, confessou Susana Araújo, investigadora de biotecnologia vegetal do IICT – Instituto de Investigação Científica Tropical e do ITQB – Instituto de Tecnologia Química e Biológica. Susana Araújo explicou ainda que “este curso permitiu adquirir um leque de técnicas básicas para bem comunicar, sendo sem dúvida uma mais-valia no meu desempenho profissional”.

Luis Grifo, técnico agrícola da empresa Pioneer, disse que este curso foi importante “para a criação de rotinas que optimizam a comunicação em situações imprevistas que possam constituir noticia”.

Mais informações

NOVA DATA – Inscrições até 31 JAN 2011 – Concurso AGROBIOTECNOLOGIA e BIODIVERSIDADE

NOVA DATA

Inscrições até 31 de JANEIRO de 2011

Regulamento do Concurso

– AGROBIOTECNOLOGIA 

e BIODIVERSIDADE –

10º ao 12º Ano | Envio até 31 de Março de 2011

 

O CiB – Centro de Informação de Biotecnologia está a promover o concurso «Agrobiotecnologia e Biodiversidade» destinado aos alunos do Ensino Secundário ou equivalente, durante o ano lectivo 2010/2011.

 

Com este concurso o CiB pretende contribuir para a promoção do conhecimento científico sobre a agrobiotecnologia e a biodiversidade e estimular a cultura científica e tecnológica, nomeadamente na área da biotecnologia aplicada à agricultura e a sua relevância para a diversidade biológica.

A Biotecnologia é fonte para excelentes histórias. Para as contar é necessário partir em busca de respostas com a curiosidade aguçada. Para abordarem e discutirem o tema proposto – Agrobiotecnologia e Biodiversidade – os alunos podem utilizar a sua criatividade utilizando três tipos de formato: (texto e imagens ou vídeo).

Serão seleccionados os três melhores trabalhos enviados até 31 de Março de 2011. Os prémios incluem leitores MP4 e vales-cheque destinados à aquisição de livros e material informático. Todos os alunos e professores premiados receberão um diploma.

Os interessados deverão enviar a ficha de inscrição, segundo as regras do regulamento, até 31 de Janeiro de 2011.

O CiB recomenda que alunos e professores 

leiam atentamente o regulamento

de forma a cumprirem todos os pontos descritos.

 

——

Download

do Regulamento do Concurso

e Ficha de Inscrição

(Formato PDF) 

——

Download

do Poster de Divulgação

(Formato JPG)

Concurso 10º ao 12º Ano – AGROBIOTECNOLOGIA e BIODIVERSIDADE

Concurso

– AGROBIOTECNOLOGIA
e BIODIVERSIDADE –

10º ao 12º Ano | Envio até 31 de Março de 2011

O CiB – Centro de Informação de Biotecnologia está a promover o concurso «Agrobiotecnologia e Biodiversidade» destinado aos alunos do Ensino Secundário ou equivalente, durante o ano lectivo 2010/2011.

Com este concurso o CiB pretende contribuir para a promoção do conhecimento científico sobre a agrobiotecnologia e a biodiversidade e estimular a cultura científica e tecnológica, nomeadamente na área da biotecnologia aplicada à agricultura e a sua relevância para a diversidade biológica.

A Biotecnologia é fonte para excelentes histórias. Para as contar é necessário partir em busca de respostas com a curiosidade aguçada. Para abordarem e discutirem o tema proposto – Agrobiotecnologia e Biodiversidade – os alunos podem utilizar a sua criatividade utilizando três tipos de formato: (texto e imagens ou vídeo).

Serão seleccionados os três melhores trabalhos enviados até 31 de Março de 2011. Os prémios incluem leitores MP4 e vales-cheque destinados à aquisição de livros e material informático. Todos os alunos e professores premiados receberão um diploma.

Os interessados deverão enviar a ficha de inscrição, segundo as regras do regulamento, até 30 de Novembro de 2010.

O CiB recomenda que alunos e professores
leiam atentamente o regulamento
de forma a cumprirem todos os pontos descritos.

http://concursoagrobiotecnologiaebiodiversidade.wordpress.com

CiB Visita Quinta com Ensaios de Campo de Culturas Biotecnológicas

CiB Visita Quinta Biotecnológica
com Ensaios de Campo de Culturas

29 Julho 2009 – CiB Portugal

Na Quinta BiotechFarm – Plant Science Garden, em Üplingen na Alemanha, é possível visitar um campo de ensaios com culturas melhoradas, através dos métodos convencionais mais modernos e da agrobiotecnologia. As plantas cultivadas neste campo de ensaios têm como objectivos a utilização de práticas agrícolas mais sustentáveis, principalmente, ao nível económico e ambiental e a produção de compostos para bioplásticos e para outros fins industriais.

 

Plantas Cultivadas nos Ensaios de Campo
na BiotechFarm em 2008/09

O conjunto de ensaios com plantas melhoradas visitado inclui:

Milho híbrido convencional (não geneticamente modificado) com e sem aplicação de insecticida convencional para evitar o ataque de insectos;

– Diferentes tipos de milho geneticamente modificado com tecnologia Bt para resistirem ao ataque de insectos como lagartas da broca e coleópteros;

– Diferentes tipos de milho geneticamente modificado com tecnologia Roundup Ready com o objectivo de tornar as plantas resistentes à aplicação do herbicida glifosato para aniquilar ervas daninhas suas competidoras – diferentes ensaios com aplicação de diferentes herbicidas convencionais e com o herbicida glifosato;

– Diferentes tipos de milho geneticamente modificado com tecnologia Bt para resistirem ao ataque de insectos como lagartas da broca e coleópteros;

– Diferentes tipos de milho geneticamente modificado para apresentarem em simultâneo resistência ao ataque de insectos e tolerância à aplicação de herbicidas contra as ervas daninhas;

Beterraba sacarina convencional com aplicação de diferentes tipos de herbicidas convencionais;

Beterraba sacarina geneticamente modificada com tecnologia Roundup Ready para resistir à aplicação do herbicida glifosato;

Batata selvagem e convencional com aplicação de pesticidas convencionais;

Batata geneticamente modificada com dois genes da  batata selvagem para resistir ao ataque do fungo Phytophthora infestans que provoca a doença do míldio da batateira, também conhecida como requeima.

Batata geneticamente modificada para produção de bioplásticos com o objectivo de fornecer alternativas à produção de plásticos a partir de substâncias químicas provenientes do petróleo;

Batata geneticamente modificada para produção de biofármacos, como uma vacina contra a doença hemorrágica dos coelhos;

Trigo geneticamente modificado com um gene com origem no milho com o objectivo de resistir ao  ataque do fungo Ustilado nuda.

 

 

 

No dia 29 de Julho de 2009, o CiB – Centro de Informação de Biotecnologia realizou esta visita com o principal objectivo de promover a  formação  de biólogos, agricultores, jornalistas e comunicadores de ciência sobre culturas melhoradas através dos mais recentes métodos agrobiotecnológicos.


Reportagem sobre a visita – Rádio TSF
(Texto, Áudio e Vídeo)

 

Nota: Actualmente, a BiotechFarm em Üplingen é o único local da União Europeia onde é possível observar estas espécies e estas variedades de culturas melhoradas através da tecnologia da engenharia genética. Algumas destas culturas são já comercializadas, ou estão em fase de ensaios de campo, em diversos países não pertencentes à União Europeia (UE). Contudo, ainda não estão autorizadas para comercialização no espaço da UE. Os ensaios de campo visitados estão autorizados segundo a legislação Europeia e Alemã sobre o cultivo de organismos geneticamente modificados e os produtos finais destes ensaios de campo são, por isso, destruídos no final dos ensaios seguindo essa legislação.

Concurso – Células Estaminais – Elixir da Eterna Juventude ?

Regulamento do Concurso

CÉLULAS ESTAMINAIS
– ELIXIR DA ETERNA JUVENTUDE ? –

10º ao 12º Ano | Envio até 30 de Abril de 2010

PosterCelulasEstaminais-CiB2009


O CiB – Centro de Informação de Biotecnologia está a promover o concurso «Células Estaminais – Elixir da Eterna Juventude ?» destinado aos alunos do Ensino Secundário ou equivalente, durante o ano lectivo 2009/2010.

Com este concurso o CiB pretende contribuir para a promoção do conhecimento científico sobre os usos potenciais das células estaminais e para estimular a cultura científica e tecnológica, nomeadamente na área da biotecnologia aplicada à saúde.

A Biotecnologia é fonte para excelentes histórias. Para as contar é necessário partir em busca de respostas com a curiosidade aguçada. Para abordarem e discutirem o tema proposto – Células Estaminais – Elixir da Eterna Juventude ? – os alunos podem utilizar a sua criatividade utilizando três tipos de formato: (texto e imagens, áudio ou vídeo).

Serão seleccionados os três melhores trabalhos enviados até 30 de Abril de 2010. Os premiados terão os seus trabalhos publicados e divulgados pelo CiB. Os prémios incluem leitores MP4 e vales-cheque destinados à aquisição de livros e material informático. Todos os alunos e professores premiados receberão um diploma.

O CiB recomenda que alunos e professores leiam atentamente o regulamento de forma a cumprirem todos os pontos descritos.

——

Download
do Regulamento do Concurso
e
Ficha de Inscrição em

http://concursocelulasestaminaiscibpt.wordpress.com

Resultados do Concurso – Plantas Transgénicas no Dia-a-Dia

Comunicado

O CiB – Centro de Informação de Biotecnologia informa todos os interessados que, após rigorosa avaliação dos projectos participantes no Concurso “Plantas Transgénicas no Dia-a-Dia”, o júri reuniu ontem, 27 de Maio de 2009, tendo decidido atribuir um único prémio, correspondente ao 2º lugar, ao projecto “Plantas Transgénicas no Dia-a-dia” enviado por alunos da Escola Secundária c/ 3º ciclo do Ensino Básico de Moura.

O júri do concurso foi composto por quatro elementos:

– Pedro Fevereiro (investigador especialista em engenharia genética de plantas e representante do CiB)

– Susana Araújo (investigadora especialista em engenharia genética de plantas)

– Mafalda Lapa (professora de biologia do ensino básico e secundário)

– Rita Caré (especialista em comunicação e educação em ciência)

Segundo o ponto 10.4. do regulamento estipulado, das decisões do júri não haverá recurso.

28 de Maio de 2009

Pedro Fevereiro (Presidente da Direcção do CiB)

Projecto Transgénesis


transgenesisescoladesampaio2

Transgénesis – Organismos Geneticamente Modificados foi um trabalho realizado por Ana Robalo e Vanessa Passeiro, alunas da Escola Secundária de Sampaio ao longo do ano lectivo 2007/2008.

O CiB – Centro de Informação de Biotecnologia decidiu disponibilizá-lo neste blogue, dada a elevada qualidade que apresentou no contexto de projectos semelhantes realizados por estudantes do ensino secundário durante o ano lectivo 2007/08.

Download do PDF


Concurso – PLANTAS TRANSGÉNICAS NO DIA-A-DIA

Concurso

PLANTAS TRANSGÉNICAS NO DIA-A-DIA

10º ao 12º Ano | Envio até 30 de Abril de 2009

cib-concursoplantastrangenicasnodiaadiablog

No ano em que se comemora o 25º aniversário da comprovação da transformação genética de plantas, o CiB – Centro de Informação de Biotecnologia está a promover o concurso “Plantas Transgénicas no Dia-a-Dia” destinado aos alunos do Ensino Secundário ou equivalente, durante o ano lectivo 2008/2009.

Serão seleccionados os três melhores trabalhos (em texto, áudio ou vídeo) enviados até 30 de Abril de 2009. Os premiados terão os seus trabalhos publicados e divulgados pelo CiB. Os prémios incluem leitores MP4 e vales-cheque destinados à aquisição de livros e material informático. Todos os alunos e professores premiados receberão um exemplar do livro “Biotechnology for Beginners” e um diploma.

O CiB pretende desta forma contribuir para a promoção do conhecimento científico sobre plantas geneticamente modificadas (conhecidas também como plantas transgénicas) e para o estímulo pela cultura científica e tecnológica, nomeadamente na área da biotecnologia vegetal e engenharia genética de plantas.

——

Regulamento do Concurso e Ficha de Inscrição

Cartaz de Divulgação A4 – Formato JPG

II Workshop para Jornalistas e Comunicadores de Ciência – Biotecnologia e Sociedade: Células Estaminais e Saúde Humana

II Workshop para Jornalistas e Comunicadores de Ciência
Biotecnologia e Sociedade: Células Estaminais e Saúde Humana

17 Abril 2008 – CiB Portugal

No passado dia 17 de Abril de 2008, o CiB – Centro de Informação de Biotecnologia organizou em Oeiras, com apoio do ITQB – Instituto de Tecnologia Química e Biológica, o II Workshop  “Biotecnologia e Sociedade” para jornalistas, estudantes de jornalismo e comunicadores de ciência, desta vez dedicado ao tema “Células Estaminais e Saúde Humanas”.

Actualmente, muito se fala em investigação em Células Estaminais. Mas que tipo de células são? Qual a sua origem? O que se conhece sobre estas células particulares? Qual a sua importância para as terapêuticas na saúde humana? Por que a sua investigação é eticamente controversa?

Tendo em conta o papel fundamental dos jornalistas e dos comunicadores de ciência na divulgação da informação, e sabendo das dificuldades existentes na transmissão das mensagens sobre estas temáticas, o CiB – Centro de Informação de Biotecnologia, com o apoio do ITQB – Instituto de Tecnologia Química e Biológica, propõs-se a organizar uma acção de formação destinada aos profissionais da comunicação. O objectivo será contribuir para o esclarecimento destas temáticas com presença cada vez mais acentuada no dia-a-dia.

À conversa com os 13 participantes estiveram Pedro Cruz, investigador de aplicações terapêuticas de  células estaminais e director científico da empresa EcBio, e Jorge Soares, professor catedrático de Anatomia Patológica da Faculdade de Medicina de Lisboa e director do Serviço de Anatomia Patológica do Instituto Português de Oncologia de Lisboa.

Pedro Cruz fez uma breve introdução ao conhecimento científico existente actualmente, principalmente ao nível do potencial de utilização clínica, as suas limitações e as perspectivas em relação ao futuro.

Jorge Soares abordou questões éticas, desafiando os presentes para uma reflexão sobre se a investigação em células estaminais embrionárias humanas estará a provocar uma revolução cultural. O médico e  especialista em Bioética focou várias questões, entre elas: a legislação e restrição da utilização, as implicações éticas e políticas na Europa e nos Estados Unidos da América e os impactos sociais e económicos destas novas tecnologias.

O CiB considera fundamental contribuir para o esclarecimento técnico, científico e ético das diferentes áreas da Biotecnologia de profissionais e estudantes das áreas de comunicação para o público, estando a preparar um terceiro workshop para o final de 2008 sobre uma área emergente, a BioNanotecnologia.

Cartaz de DivulgaçãoPrograma-Final-WorkshopJornalistas-CiB” target=”_blank”>Programa